sábado, 3 de setembro de 2011

Lugar vento

sibila
incendeia
a mata virgem
rege sinfonia atlante
ateia suavemente a flor
acarinha a folha que balança
propaga os sussurros dos apegos
espalha um cheiro intenso de jasmim
balança o bambuzal percutindo seu caule
assovia
encantando
as brenhas cerradas
orquestra os sons dos arbustos
afaga tuas folhagens com sopros firmes
abraça o tempo de sentir os aromas verdes
movimenta os feixes de bambus performáticos
cintila
arrebata
raízes aromáticas
satisfaz tua harmonia
levita o anseio da floresta
estremece o solo estável da flor
dissolve o mel do tempo no silencio


Sandoval Fagundes, João Pessoa - quinta-feira, 1 de setembro de 2011
09:21:07



.

Nenhum comentário: