domingo, 19 de julho de 2009

Lugar errado

no transitório do espaço
na curva desses limites
o que nunca se acaba
das tuas mudanças

na trajetória da luz
no som das poucas palavras
o que não permanece
das tuas verdades

na dificuldade de encontrar
à luz do teu espelho ambíguo
o que transparece
das tuas imperfeições

na mudança sem concórdia
nos retratos sem propósito
o que fica construído
dos teus equívocos

Sandoval Fagundes, João Pessoa - sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Nenhum comentário: