sexta-feira, 22 de agosto de 2008

amorpraqueter

o amor não é escudo
e não é arma

é ladeira
quando a chama me afaga

é revolta
inundação nos olhos d´água
uma visão

é desembolso da dor
não tem preço nem cor

o amor não é um muro
e não é porta
é entrada, ou saída
quem se importa

é estrada
é prisão, um corte n´alma
ou proteção

é nascedouro da flor
é sem tamanho essa dor



Sandoval Fagundes - João Pessoa - quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Nenhum comentário: